Declaração de princípios

PURP – Partido Unido dos Reformados e Pensionistas

O PURP é uma organização política de homens e mulheres, predominantemente aposentados, reformados e pensionistas, laica, empenhada na construção e contínuo aperfeiçoamento e desenvolvimento de uma sociedade livre, igualitária, solidária, económica e socialmente desenvolvida, onde todos os portugueses se sintam integrados e realizados.

O PURP, tem como seu primeiro objecto restabelecer a dignidade do povo português, e defender os aposentados, reformados e pensionistas dos constantes ataques do poder, que os escolheram como os seus alvos preferenciais, porque os consideram como os elementos da sociedade mais débeis, inúteis e com elevado peso nas finanças públicas.

  1. O PURP rege-se pelos princípios constitucionais da democracia e da Republica defendendo os valores da dignidade humana, da liberdade, justiça e solidariedade.
  2. Que sejam apreciados pelos Tribunais competentes os casos duvidosos para que haja transparência!
  3. Que sejam investigados os casos de corrupção e má gestão e compadrio, pelas entidades de investigação e judiciais, com soluções objectivas, e respectivas acusações, e não pelas comissões parlamentares.
  4. Que haja uma saúde e uma educação igual para todos, e relativamente aos de menores recursos totalmente gratuita;
  5. Um País mais respeitador da dignidade da pessoa humana e mais solidária, mantendo a promessa de que todos têm a oportunidade de uma vida melhor;
  6. Pugnar pela não discriminação por razão de idade, raça, religião e género;
  7. Que seja legislado com urgência a aproximação das reformas/pensões mínimas ao ordenado mínimo nacional.
  8. Pugnar pelo desenvolvimento das zonas do interior do país votadas ao ostracismo pelos poderes centrais em todos os domínios.
  9. O PURP na União Europeia defende uma reforma que favoreça a igualdade entre os povos Europeus independentemente da sua nacionalidade no acesso aos benefícios do progresso.
  10. Punição severa a todos aqueles que atentem contra a liberdade humana, fruto de atos terroristas e fundamentalistas.
  11. O PURP defende os princípios de estado direito na observância da garantia dos direitos e liberdade, conforme reconhecidos na Constituição e na Convenção Europeia dos Direitos Humanos.
  12. O PURP defende intransigentemente a independência do poder político face aos poderes económicos.
  13. O PURP adota a defesa do ambiente e a promoção do desenvolvimento sustentável, como princípio de precaução, para com as gerações futuras.
  14. O PURP defende com todo o rigor, o controlo e a regulação de todo o sistema económico e financeiro a nível global, bem como a extinção dos paraísos fiscais.
  15. O PURP na política externa protege a utilização dos princípios da carta das nações unidas.