COMBATENTES DO ULTRAMAR QUE FUTURO ?

//COMBATENTES DO ULTRAMAR QUE FUTURO ?

COMBATENTES DO ULTRAMAR QUE FUTURO ?

Fernando Anastácio

Aproximo-me de uma rotunda e vejo-me confrontado com uns homens envergando coletes vermelhos, colocados estrategicamente e com a finalidade de recolherem donativos.

Nas costas leio Combatentes, não deu para ler mais mas presumo serem Combatentes do Ultramar.

Comento com a minha companheira de viagem : Que raio de ” sítio ” este, entenda-se país, que não sabe respeitar os combatentes que foram empurrados para defender as antigas colónias que um ditador fez questão de manter muito à custa de vidas e de traumas que ainda hoje permanecem em todos aqueles – muitos – que viram suas vidas destruídas.

O Estado, essa figura abstrata, que somos todos nós, representados num Parlamento por deputados dos partidos do ” mais do mesmo “, nunca valorizaram os Combatentes.

Urge dar atenção a estes Homens, dando-lhes uma pensão que permita viver com alguma dignidade.

A manter-se esta situação, com o poder político a ignorar quem tanto sofre temos todas as razões, até o cidadão comum, identificado com o que foi a guerra em África, para transformar o nosso repúdio e indignação numa Causa Nacional.

Como seria gratificante deixar de ver estes Homens nas rotundas pedindo ajuda para minorar o seu quotidiano.

*Fernando Anastácio, conselheiro nacional do PURP
2018-06-16T13:28:46+00:00 Maio 30th, 2018|COMBATENTES|0 Comments

Leave A Comment