//COMUNICADO ENVIADO À DIREÇÃO DE INFORMAÇÃO DA RTP E SUA DIRETORA

COMUNICADO ENVIADO À DIREÇÃO DE INFORMAÇÃO DA RTP E SUA DIRETORA

À RTP

Att Drª. Maria Flor Pedroso

Lisboa

Assunto: Reclamação

Exmos. Senhores,

Com os melhores cumprimentos, vem o PURP-Partido Unido dos Reformados e Pensionistas, pela enésima vez, perante V.Exªs. para expor o seguinte:

 ​​​​​​Desde as Campanhas Eleitorais Legislativas de 2015, onde pela 1ª vez, após legalizados, concorremos a Eleições e num curto espaço temporal (2 meses) obtermos dos Cidadãos cerca de 14.000 votos, achamos que, merecíamos algum respeito.

É com um sentimento de desconforto, para não dizermos outro adjectivo mais cáustico, que sentimos, nos têm marginalizado e silenciado, não respondendo aos nossos sucessivos pedidos, para que passemos a nossa mensagem aos Cidadãos, em temas relacionados com Reformados, Combatentes e outros Cidadãos.

Têm V.Exas optado por dar Voz, “quase diariamente” a uma Associação de Reformados (Apre), cuja Presidente, fez ou faz parte da Comissão Política do PS, o que não contestamos mas…o Vosso critério Jornalístico, deixa muito a desejar, porquanto, como Entidade Publica, deveriam, no nosso modesto entendimento, darem oportunidades a todos os Agentes, em particular, ao PURP, que já se sujeitou a Votos e representa uma maioria de Cidadãos, face a essa Associação.

Não gostaríamos de ouvir mais, porque nos chocou, a Senhora Drª. Maria Flor Pedroso, apresentar numa entrevista na Antena 1, o nosso candidato às Autárquicas de Lisboa, com uma frase estilo; “ o candidato X, representante do PURP, que só aparece nas Eleições”.

Numa audiência recente (07-01-2019) que nos foi concedida, pelo Senhor Presidente da Republica, em Belém, a RTP nem se fez representar, a fim de, no mínimo, se inteirarem dos temas abordados, ao contrário, das Televisões Privadas que não eram obrigadas a estarem presentes, por razões óbvias.

Com o Senhor Presidente, é óbvio, que dentro da agenda que tínhamos, afloramos o caso RTP, e este, muito cordial e frontal, como é seu apanágio, até sugeriu que protestássemos, porque, também, era seu entendimento, que ninguém deve ficar de fora, dado, vivermos em Democracia.

Queremos relevar que, embora sejamos um Partido, quase “bebé” de fracos recursos, mas muito resilientes, e pelas causas que defendemos, poderemos a curto prazo, mesmo sem a ajuda dos media, que sempre nos ostracizaram, ser uma surpresa no contexto político, pois estamos a fazer o nosso “trabalho” de divulgação por outras vias, estando o Partido a crescer exponencialmente, tendo os nossos Filiados e Simpatizantes, questionado o porquê, de não nos darem Voz. Convém, relembrar que, existem mais de 2 milhões de Reformados com reformas a roçar a indigência, para não falar dos mais de 1 milhão de trabalhadores no activo, com salários de 600€, muitos destes, filhos de Reformados/Combatentes e, estes sim, são o nosso target, porque, todos os outros Partidos, só se lembram deles em Campanhas, para os manipular, chegando ao ridículo, de lhes oferecerem, febras e umas musiquinhas.

Nesta linha de pensamento, convém também aludir, aos cerca de 600 mil Combatentes do Ultramar, ( eu sou um deles) que depois de regressados da guerra (há mais de 44 anos) com mazelas graves, foram abandonados à sua sorte, por quem tinha o dever moral de os proteger. O PURP, por ser um Partido de Reformados, é composto na sua maioria por Filiados e Simpatizantes, de Combatentes, bem como, os Conjugues, Viuvas e Filhos destes

Para terminar, aproveitamos para desejar à Drª. Maria Flor Pedroso, Muitas Felicidades, na sua nova função de Directora de Informação.

Reiterando os nossos cumprimentos.

P´la Comissão Política do PURP

Fernando Loureiro.

2019-01-14T15:40:40+00:00Janeiro 14th, 2019|Notícias|Comentários fechados em COMUNICADO ENVIADO À DIREÇÃO DE INFORMAÇÃO DA RTP E SUA DIRETORA